Produto adicionado

Ir para o carrinho de compras

Ajuda | Dúvidas sobre Sacolas

Normalmente algumas nomenclaturas são utilizadas para descrever o “tipo” e a “qualidade” das sacolas plásticas. Essas especificações são normalmente confundidas pelo cliente e até mesmo por alguns fornecedores.

Algumas definições

  • Tipo do Plástico para sacolas (PEAD ou PEBD): Alta Densidade (PEAD, AD ou HD) e Baixa Densidade (PEBD, BD ou LD). Existem ainda as sacolas biodegradáveis, as sacolas oxi-biodegradáveis e as sacolas recicladas (que misturam material virgem com material reciclado).
  • Gramatura (g/m²):  Corresponde a "massa" (peso) da sacola plástica. É determinada em uma área expressa em g/m² (gramas por metro quadrado | g/m²). Gramatura Linear (g/m): Expressa o peso da sacola em gramas para 1 metro de comprimento linear (g/m) ou seja, independentemente da sua largura.
  • Espessura (µ): Corresponde a "distância" entre as duas faces do plástico da sacola. Esta característica é expressa na unidade µ (micras ou mícrons). Cada micra (ou mícron) corresponde à 1 milésimo de milímetro, ou seja, 0.001000000 mm.
  • Densidade (g/cm³): Corresponde à relação entre a Espessura (µ) e Gramatura (g/m²). A densidade é o que podemos chamar de "corpo" do plástico da sacola. Então, quanto maior o resultado obtido, mais “encorpado” será o plástico da sacola plástica. É expressa em gramas por centímetro cúbico (g/cm³)

Diferenças entre Alta e Baixa Densidade

Alta e Baixa Densidades são "tipos" e não "grossuras" portanto podemos encontrar sacolas de alta densidade com espessura fina e de baixa densidade com espessura grossa e vice-versa.

"Densidade", a grosso modo, significa o quão "encorpado" é um plástico. O "corpo" do plástico é a relação entre a Espessura ("distância") e a Gramatura ("peso") .

Quer dizer, um plástico de Alta Densidade é mais "encorpado" que um plástico de Baixa Densidade. Por exemplo, um PE com 0,96 g/cm3, é considerado de Alta Densidade (PEAD). Já um PE com 0,92 g/cm3 é considerado de Baixa Densidade (PEBD), independente da sua espessura.

Com a mesma espessura, a densidade do plástico não tem diferenças substanciais quanto a capacidade de carga/transporte mas tem reflexos quanto às capacidades de resistência à torção e temperatura. 

Polietileno de Alta Densidade ou High Density Poliethilene (Chamado também de PEAD, HDPE, PEHD, AD ou HD) - O plástico de Alta Densidade se caracteriza por gerar sacolas mais “Durinhas”, “Secas” e que fazem vinco e barulho ao serem amassadas. Sacolas de Alta Densidade são utilizadas pela grande maioria de lojistas, é o padrão da sacola comum.  

Polietileno de Baixa Densidade ou Low Density Poliethilene (Também chamado de PEBD, LDPE, PELD, BD ou LD) - O plástico de Baixa Densidade se caracteriza por gerar sacolas mais “Molengas”, "Brilhosas" não fazem vincos e são "silenciosas" quando amassadas. 

Decidir entre Alta e Baixa Densidade é uma questão mais ligada ao gosto pessoal do que propriamente pela sua funcionalidade. Existem alguns modelos específicos que normalmente só são feitos em Alta ou em Baixa Densidade. Consulte para saber quais modelos podem ser produzidos em qual tipo de plástico.


Sacolas Biodegradáveis e Oxi-biodegradáveis

Sacola Biodegradável: É feito de material orgânico quee é totalmente decomposto pela ação de organismos vivos. Os resíduos da decomposição não são tóxicos nem sofrem bioacumulação.


Sacola Oxi-biodegradável: É aquele que recebe um aditivo para acelerar seu processo de degradação, mas não se decompõe totalmente. Este plástico divide-se em milhares de pedacinhos e no fim do processo vira um pó. Existem controvérsias sobre a utilização desse tipo de sacolas, alguns argumentos dizem respeito a disseminação do pó em alimentos, rios e meio ambiente e outros afirmam que por  se subdividirem em micro pedaços esses resíduos são mais facilmente decompostos.

Sacolas Plásticas Recicladas

É uma das alternativas para reduzir custos. Esteticamente não são bonitas, são mais grosseiras e, dependendo do tipo de reciclado, podem ter pequenas manchas no corpo da sacola.

São produzidas a partir da mistura de materiais virgem e oriundos do processo de reciclagem de outras embalagens, como embalagens de alimentos, sacarias em geral e sacolas.

São mais apropriadas para divulgação em feiras livres, muito utilizada também por supermercados, padarias, lojas de bairro,  além disso, são resistentes ao rasgo e a ruptura, mantendo a integridade do produto.

Se forem "desmagnetizadas" durante o processo de produção, podem ser impressas e personalizadas. Podem ainda conter aditivo e ter tornarem Oxi-biodegradáveis 

Espessura

A espessura do plástico normalmente é medida em micras (ou mícrons). Cada micra equivale a 1 milésimo de milímetro, ou seja, 1 micra = 0.001000000 mm.

Normalmente as fabricantes de sacolas plásticas "fabricam" o plástico entre 30 e 300 micras (0,03 mm até 0,30 mm). Como cada micra representa apenas 1 milésimo de milimetro, apenas pelo tato não é fácil definir o que é uma sacola Fina, Média ou Grossa.

A espessura é um fator essencial na hora de fazer  uma cotação ou comprar uma sacola pois reflete diretamente no seu preço unitário. Quanto mais grossa é a sacola mais matéria-prima será necessária para produzi-la.

Digamos que você solicite 5 cotações com a especificação: “Preciso de sacolas médias”.

É possível que cada fornecedor calcule sua cotação com espessuras diferentes e você provavelmente encontrará divergências muito grandes entre os preços. Por exemplo, o Fornecedor 1 utilizou a espessura 0,10 mm (100 micras) outro utilizou a espessura 0,09 mm (90 micras), o terceiro utilizou a espessura 0,12 mm (120 micras) e assim por diante. Todas estas espessuras podem, dependendo do ponto de vista, serem consideradas "médias”.

Como já vimos, apenas a olho nu ou baseado no tato, uma micra a mais ou a menos na sacola plástica é quase imperceptível mas faz uma diferença grande na hora de comprar.  Façamos uma conta a grosso modo: Digamos que você compre 10.000 sacolas na espessura 0,10 mm (100 micras) com o tamanho 40 x 50 cm. Isto geraria cerca de 200 Kg de sacolas. Agora, digamos que você compre 10.000 sacolas na espessura 0,11 mm (110 micras) com o mesmo tamanho (40 x 50 cm). Isto geraria cerca de 220 Kg. Cerca de 20 Kg a mais! 

Padrões de Mercado

Sacolas de supermercado (Alça Camiseta 40 x 50 cm ou 30 x 40 cm) normalmente são produzidas em larga escala e utilizam espessuras que variam entre 20 e 40 micras (0,02 mm até 0,04 mm). Estas sacolas de supermercado são extremamente finas e suportam cerca de 1,5 Kg a 2 Kg. É por isso que a maioria dos consumidores, ao carregarem uma garrafa de refrigerante de 2 litros (cerca de 2,1 Kg com o líquido e a embalagem) acabam com a sacola rasgada.

Lojas de roupas, normalmente utilizam espessuras que variam desde 80 à 140 micras em alta densidade (0,08 mm - 0,14 mm) por apresentarem custo-benefício balanceado, qualidade um pouco superior e quantidades mínimas plausíveis (lembre-se que quanto menor e mais fina a sacola, normalmente seu fornecedor será obrigado a exigir uma quantidade miníma mais alta de sacolas).

Expositores de Feiras e Eventos utilizam espessura de 150 à 200 micras em alta densidade (0,15 mm a 0,20 mm) pois além de necessitarem de sacolas bonitas e encorpadas, estas sacolas normalmente “rodam pela feira o dia todo” e precisam ser resistentes, atrativas e confortáveis. Não há sensação pior para o cliente do que pegar uma sacola com o intuito de carregar materiais institucionais com facilidade e ter de se preocupar com uma embalagem fina demais e que possa rasgar durante a visita.

Sacolas especiais com o fundo caixa (que imitam uma sacola de papel tradicional) normalmente só podem ser produzidas a partir da espessura 200 micras (0,20 mm) para que suporte os acabamentos de ilhós e alças.

Projetos especiais - Sacolas com espessuras acima de 200 micras e até 300 micras (0,20 mm - 0,30 mm) são utilizadas somente em projetos muito especiais e que não dependem apenas de resistência, mas quando o foco é impressionar o seu cliente. Afinal de contas, uma sacola com essa espessura suporta mais de 28 Kg e não será utilizada em sua carga máxima pois seu cliente não será capaz de transportar o produto.

Considerações

Sacolas muito finas normalmente exigem quantidades mínimas de produção muito altas. Portanto, talvez seja preciso aumentar a "grossura" da sua sacola, mesmo que isto implique em um custo adicional no preço unitário. 

Sacolas muito finas (20 até 40 micras) costumam apresentar problemas de impressão mesmo em processos de impressão automatizados (Flexografia por exemplo), causando borrões, vincos e outros problemas. Se você decidir por sacolas ainda mais finas em sistemas de impressão manuais como o silk screen por exemplo, o resultado também não será tão bom.

Sacolas muito pequenas também influenciam nas quantidades mínimas, dependendo do fornecedor.

Na dúvida, sempre consulte seu fornecedor e exija que o mesmo descreva a espessura em cotações e pedidos, assim você sempre terá certeza do que está comprando e comparando.

Caso necessite de um fornecedor, acesse: www.recifles.com.brloja.recifles.com.br  

  Novidades por e-mail

Inscreva-se para receber ofertas e novidades por e-mail gratuitamente

RECIFLÉS Embalagens Plásticas - CNPJ: 24.751.824/0001-61 © 2018 Todos os direitos reservados Plataforma E-Com Club